sábado, 9 de maio de 2015

9 de maio: o dia da vitória na Rússia

Olá leitores! Hoje é o segundo dia mais importante na Rússia, atrás apenas do dia de ano novo. É o dia da vitória soviética sobre a Alemanha Nazista (День Победы). Vamos ver o que acontece nesse dia.

Soldado soviético hasteando a bandeira da URSS no Reichstag
Um pouco de história para começar: no dia 22 de junho de 1941 a Alemanha Nazista invadiu a União Soviética, desrespeitando o tratado de não-agressão firmado entre ambos países dois anos antes. Stalin foi ao rádio e convocou toda a nação a lutar contra os invasores germânicos naquela que seria conhecida depois como a Grande Guerra Patriótica (Великая Отечественная Война), que ameaçava a existência do país, no caso de uma derrota. Os soviéticos resistiram e lutaram bravamente, saindo de uma situação muito difícil e claramente inferior para uma virada espetacular e vitória incontestável. A capitulação incondicional da Alemanha foi assinada à 00:43 de 09 de maio de 1945, no horário de Moscou (22:43 de 08 de maio no horário alemão). Mesmo sendo um dia tão importante, ele só virou feriado em 1965 porque o país precisou trabalhar duro para reconstruir tudo que foi destruído na guerra. 2015 marca as comemorações de 70 anos do dia da vitória.

Parada militar em frente à Praça Vermelha
Esse dia é recheado de demonstrações explícitas de patriotismo. Há uma parada militar pela manhã em várias cidades pelo país, nem sempre com militares. A principal acontece, claro, em Moscou. Para não correr o risco da festa ser estragada por uma chuva, as nuvens são pulverizadas com cimento. Ou seja, nunca acontece um 9 de maio sem sol e céu azul na capital. Aqui em Tomsk, alunos de diversas escolas ensaiavam no parque Lagerny Sad durante os fins de semana antecedentes à data. Uma grande queima de fogos acontece ao anoitecer nas cidades. A principal acontece na Praça Vermelha, mas a que ocorre na Universidade Estatal de Moscou rivaliza em beleza. Esses são eventos grandiosos, como nos tempos soviéticos. Tudo friamente calculado, como diria o nosso heroi da América Latina.

Fita de São Jorge. Bastante popular na época do 9 de maio
As pessoas nesse dia relembram seus parentes que caíram na luta contra os nazistas. Os que ainda estão vivos são homenageados e recebem mais medalhas para sua longa coleção (normalmente a cada dez anos são entregues medalhas aos veteranos). Elas são entregues em solenidades após os desfiles militares. Nos dias anteriores à comemoração são distribuídas fitas com listras laranjas e pretas, que são as fitas de São Jorge (Георгиевская лента). Ela foi criada nos tempos de Catarina II, a Grande, imperatriz do Império Russo entre 1762 e 1796. Era a mais alta condecoração do império e sempre vinha acompanhada de uma pensão do governo, que era hereditária. Mas, se alguém trouxesse a desgraça para a família, a fita e a pensão eram retiradas. Nos tempos soviéticos, várias condecorações com nomes de santos foram abolidas, mas essa foi mantida. Em 2006 essas fitas começaram a ser distribuídas para o grande público. A lógica é que, a cada ano que passa, cada vez menos veteranos estão vivos para contar a história da Grande Guerra Patriótica, então, essa fita é dada às novas gerações para que nunca se esqueçam daqueles que morreram para defender a pátria do inimigo externo. Ela é vista em toda parte e outrora fora um motivo de orgulho. Mesmo que hoje, na opinião de alguns, seu uso já tenha ficado banalizado (eles pensam que só os veteranos a deveriam receber). Por isso, nem todos a pegam. Mas ela está presente nos ônibus, muros, mochilas, carrinhos de bebê, ternos de apresentadores de telejornais e quase todos os lugares possíveis e imagináveis.

Deixo aqui abaixo o vídeo da parada na Praça Vermelha, a mais importante do país do ano de 2015. Foi exatamente isso que passou na TV o dia inteiro. Infelizmente não tem legendas, mas quem sabe no futuro eu consiga adicionar (podem deixar dicas de bons programas para fazer legendas nos comentários).


É isso senhoras e senhores. Se tiverem alguma pergunta é só comentar aqui embaixo. Até a próxima!



14 comentários:

  1. Privet, meu nobre Luciano.

    O Brasil também estava lá, parceiro! Jaques Wagner(que é o nosso atual Ministro da Defesa), um veterano do campos de batalha europeus estava representando a presidente Dilma. Depois de passar pela Itália, seguiu para a Russia.
    É realmente impressionante ver tal demonstração de poder. É uma pena que isso tenha que ser feito para dar um recado ao "Tio Sam" de que ele nem sempre pode fazer o que quer com os povos do mundo.
    Bem, as perguntas, como sempre:

    1 - Você mencionou que, para evitar a chuva(curioso, nunca tinha ouvido falar nisso), as nuvens são pulverizadas com cimento. Mas, e os efeitos posteriores disso não são prejudiciais? Não se corre o risco de "chover argamassa" depois? Já foi relatado algum transtorno por causa disso?
    2 - Desde quando a Praça Vermelha presencia desfiles militares? Antes da Segunda Guerra Mundial se faziam comemorações desta magnitude?
    3 - Me perdoe se eu estiver errado, mas não vi nem sequer um retrato ou referência a Stálin. Se ele era o líder da nação naquele período crítico, porque não há menção dele sequer no discurso de Putin? Há algo errado(por exemplo, nos "States" sempre se faz menção a Roosevelt, na Inglaterra a Churchill, no Brasil a Getulio Vargas)?
    4 - Soldados da recém incorporada Criméia também estavam presentes(não pude perceber no vídeo)?

    Bom, por hora é isto. Mais uma vez te enchendo de perguntas(acho que bati o record desta vez.)...

    Grande abraço, a você que é meu conterrâneo e a este bravo povo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zdravstvuyte Kleber! Sim, o Brasil participou de forma efetiva no combate, especialmente na Itália. Perto da minha casa em SP tinha um velhinho que lutou em Montesi e ajudou a tomar a cidade. Não sei se ele ainda está ainda vivo, mas foi interessante ouvir suas histórias. E não vi o Jacques Wagner lá. As câmeras estão mais preocupadas com o líder chinês, provavelmente porque ele trouxe um monte de contratos para assinar de parcerias com a Rússia. :)
      Bom, sim, pena que tal coisa seja necessária, mas mesmo se não houvesse EUA,acho que a Rússia faria toda essa demonsração de poder. É bom mostrar ao povo o que está a sua disposição. As pessoas se sentem mais confiantes em si e no país, creio eu.

      Vamos às perguntas:

      01 - Sim, as nuvens são pulverizadas alguns dias antes para que não haja esse risco. Bom, provavelmente isso é bem prejudicial ao clima e ao ecossistema em torno da cidade. Não sei se chega a chover argamassa e não cheguei a encontrar nada parecido. Não sei se a mídia local é tão interessada em mostrar as coisas erradas que o governo faz. Além disso, todo mundo gosta do dia da vitória com sol, para as demonstrações dos aviões e helicópteros de combate etc.
      2 - Bom, desde 1946 o dia da vitória é comemorado com paradas militares na Praça Vermelha. Sobre demonstrações militares, bom, se não me engano algumas vezes haviam demonstrações militares, mas não sei se tinha algo do tipo.
      3 - Nesse ano não encontrei nada sobre o Stálin também. Mas, entre 2010 e 2013 alguns bondes e ônibus foram decorados com a foto dele para o homenagear nesse dia. Afora isso não lembro de ter visto nada, infelizmente.
      4 - Sim, teve parada em Sevastopol, capital da Crimeia. A Rússia é forte na Marinha por lá e os marinheiros também celebraram o dia. Durante todo o dia a tela da TV ficava dividida entre diversas cidades, desde a distante Vladivostok, lá no mar do Japão, até a Crimeia.

      Muito obrigado pelos comentários e pelas observações. Elas são sempre muito bem-vindas. Grande abraço. Do vstrech!

      Excluir
    2. Olá, Kleber!

      Eu queria adicionar uma coisa sobre a parada militar de 9 maio na Rússia. Não pense que isso é feito para dar um recado ao "Tio Sam". A Grande Guerra Patriótica foi muito assustador. Na Rússia não existe nenhuma família que não sofreu por causa da guerra. Morreram mais de 22 milhões de pessoas da União Soviética. Cada russo tem um parente que morreu na guerra. A minha família tinha sorte, porque tinhamos menos vítimas. Mesmo assim, uma das minhas avós perdeu o seu paí, outra os seus avós e tios. Meus avós comiam um pedaço de pão por dia durante a guerra e sempre estavam com fome. O paí da minha mãe tinha 9 anos no começo da guerra e por isso não lutava. Em vez disso ele trazia comida aos soldados. Para fazer isso todo dia ele atravessava um grande campo andando de cavalo (os soldados estavam na floresta). Se apareciam os aviões nazistas, ele deitava no chão junto com cavalo e esperava até eles vão embora. As paradas são para mostrar ao povo que isso não vai acontecer de novo.

      Abraço! E obrigada por ler esse blog :-)

      Excluir
    3. Olá, Natalia.

      Compreendi melhor o seu ponto de vista( e que deve ser o ponto de vista do povo russo em geral).
      A guerra só traz isto mesmo; miséria, sofrimento e destruição. Sinto muito pelos seus parentes perdidos nessa barbárie e pela miséria a que foram submetidos os sobreviventes. Até porque tenho um parente materno que foi soldado da Whermacht combatendo nas campanhas na Polônia, na França e na Noruega. Quando informado de que iria combater na Rússia, "deu no pé", vindo parar aqui no Brasil. não foi covardia, mas abominação a Hitler, ao nazismo e tudo o que isto representava, conforme suas palavras. Mas, esta é outra história, que contarei a vocês algum dia.

      Abraço, mais uma vez, e não me agradeçam.

      Eu é que agradeço por poder acessar conteúdo de qualidade.

      Excluir
    4. Nossa, Kleber, que interessante a sua história! Francamente, eu acho que para o povo alemão a guerra não foi muito mais fácil e nem todos queriam ter guerra (imagino que a maioria não queriam).

      Excluir
    5. 1. Vários sacos de cimento vai resultar em um pouco mais de poeira no ar. Muito mais perigoso, se o saco de cimento não vai rebentar no ar e cai inteiramente ao solo (há várias tais casos)

      Excluir
  2. Apenas para fechar o comentário acima, Luciano.

    Olha o que está circulando pela internet afora.

    http://1.bp.blogspot.com/-sr8qo9P1kX4/VVF2FP7KK_I/AAAAAAAA-ak/LTKLtccUD7c/s1600/BRICS-versus-EUA.jpg

    Digamos que é assim que me sinto.....rsrsrs

    Abraço e poka!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa a imagem Kleber :) Também temos esse espírito por aqui. :)

      Grande abraço para ti.

      Excluir
  3. Tem mais mulher bonita que no brasil Luciano ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que em qualquer lugar tem mulher bonita Árabe. E acho que essa não é a postagem certa para esses comentário. Abraço.

      Excluir
  4. Luciano,
    Estava pensando em ir visitar Moscou em Maio , pensei em passar o dia 09/05 para ver a parada. Sabe se os museus ou a própria Praça fica fechada durante essa semana ? Se estiver fechada vai atrapalhar a viagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Sim, ficam. Na postagem sobre a Praça Vermelha falo mais sobre isso.

      Excluir
    2. Li agora Luciano, pelo visto vai ser difícil conciliar vistar Moscou, conhecer a Praça Vermelha e ver a grande parada.

      Excluir
    3. Parece que sim. Uma pena. A praça realmente vale a visita.

      Excluir

Antes de comentar, é preciso saber que existem algumas regras por aqui:
1 - os comentários sempre são moderados. Se escrever uma vez e parecer que deu erro, não deu não.
2 - se for perguntar algo, verifique se sua pergunta tem a ver com a postagem onde vai comentar. Se não tiver, o comentário será ignorado.
3 - se pensa em pedir alguma ajuda para imigrar para a Rússia (quase todos os dias recebo esse tipo de mensagem), nem perca seu tempo.
4 - seja educado. Afinal de contas, dizer "olá" e "obrigado" não custa nada.
5 - quer dar alguma sugestão para postagem? Inscreva-se no blog primeiro. Assim os dois se ajudam.

Se conseguir observar tudo isso acima (e não é difícil, convenhamos), seu comentário é muito bem-vindo.